Observações
×
Observações
Observações
De: R$ 35,00
Por: R$ 30,00
6× de R$ 5,54
vezesparcelatotal
sem jurosR$ 30,00R$ 30,00
R$ 15,68R$ 31,36
R$ 10,60R$ 31,80
R$ 8,07R$ 32,28
R$ 6,55R$ 32,75
R$ 5,54R$ 33,24
Você poderá escolher o número de parcelas ao concluir a compra.

* Isto é uma simulação, verifique o valor final das parcelas no intermediador de pagamentos.

vezesparcelatotal
sem jurosR$ 30,00R$ 30,00
Você poderá escolher o número de parcelas ao concluir a compra.

* Isto é uma simulação, verifique o valor final das parcelas no intermediador de pagamentos.


Adicionar ao Carrinho
Quarto livro de Renato de Alvarenga, Observações revela um olhar dialético voltado para aquilo que está dentro e aquilo que está fora do sujeito e do mundo. E a partir desse movimento surge uma diversidade de imagens que se organizam num jogo de aproximação e distanciamento, desestabilizando a fixidez dos conceitos.
Dividido em duas partes, a primeira – intitulada “Talvez fora” – apresenta um observador que é capaz de perceber que “o que está embaixo da tua unha/ é uma síntese de ti”, isto é, detalhes, cuja pequenez alude a grandes acontecimentos, à “sensibilidade nervosa, / o eco do coração, / o sangue fácil, / a umidade...” já esquecidos. Assim como o corpo, a natureza é redimensionada ao lembrar que “vem de dentro o movimento vegetal:/ um mover invisível a olho nu/ que, na verdade, é crescimento”.
Espécie de testemunha ocular, este sujeito lírico (transitando entre a primeira e a terceira pessoa) inventaria o que está ao redor: crianças, jardins, bailarinos, bichos e lembranças de experiências vividas, cuja força não apaga da memória nem o cheiro “forte que o motor desprendia/ ...projeção fugaz nas minhas retinas, / tão viçosas na idade da ternura”, nem pequenos objetos como a bússola – agora metaforizada em linha, refletindo, na folha em branco, a subida do avião. Espreita todos os lados, registrando, quiçá, futuras práticas suicidárias (“Manual de instruções”) e desmascarando a mentira que se esconde nos bastidores das desejadas e arquitetadas selfies (“O poder da observação”) tão presentes no mundo contemporâneo.
A segunda parte – “Talvez dentro” – intensifica o mergulho no universo interior. Sonho e realidade estão em constante disputa, sendo certo que a assimetria “afunda mais o lado esquerdo do corpo” e o peso da vida ataca nas brechas do cotidiano com suas “obrigações e contas a pagar”, corroendo, aos poucos, o amor, anulando os desejos, silenciando a fala e refletindo, nos sonhos, a violência que assola as grandes cidades brasileiras como denuncia o poema “A cena”.
Essas Observações revelam que o exercício de pensar sobre o “talvez fora” se concretiza mediante um primeiro olhar perscrutador que vasculha o seu objeto, escolhe um determinado ângulo e vai se adentrando até chegar às miudezas mais secretas. Em contrapartida, examinar o “talvez dentro” é refletir sobre o modo como a realidade interfere na subjetividade do sujeito contemporâneo impondo sua força opressora.
Dentro/Fora seria, então, um jogo especular? Dois lados da mesma moeda? Talvez, mas a utopia no seu “voo instável e extenuante” parece resistir.

Paola Poma, professora de poesia portuguesa na USP e crítica literária

OBSERVAÇÕES
Renato de Alvarenga
ISBN 978-65-81240-01-1
14x21cm
74 p.