O avião invisível
×
O avião invisível
O avião invisível
De: R$ 35,00
Por: R$ 30,00
6× de R$ 5,54
vezesparcelatotal
sem jurosR$ 30,00R$ 30,00
R$ 15,68R$ 31,36
R$ 10,60R$ 31,80
R$ 8,07R$ 32,28
R$ 6,55R$ 32,75
R$ 5,54R$ 33,24
Você poderá escolher o número de parcelas ao concluir a compra.

* Isto é uma simulação, verifique o valor final das parcelas no intermediador de pagamentos.

vezesparcelatotal
sem jurosR$ 30,00R$ 30,00
Você poderá escolher o número de parcelas ao concluir a compra.

* Isto é uma simulação, verifique o valor final das parcelas no intermediador de pagamentos.


Adicionar ao Carrinho
Um avião invisível. Os livros de Raquel Naveira, poesia ou prosa, são aviões invisíveis, e ela, uma excelente companheira de viagem. Poetisa ou poeta, essa incerteza se torna tediosa quando se lê Raquel. Não importa o gênero em que ela exercite a sua escrita, a poesia sempre a acompanha, não como sombra, porém como o impulso vital de sua personalidade. São 78 crônicas. Poucas vão além de duas páginas. E todas estão circunscritas ao mistério da vida e da arte. Embora independentes, cada qual com uma reflexão fechada em si mesma, as crônicas não são descontínuas. Une-as o assombro da escritora pelos enigmas aparentes da existência que ela analisa até deslindar-lhe os objetos, até fixá-los no âmbito de sua afeição.
Do prefácio de MAFRA CARBONIERI, professora, jurista, poeta, Membro da Academia Paulista de Letras

RAQUEL NAVEIRA nasceu em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 23 de setembro de 1957. Formou-se em Direito e em Letras pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB/MS), onde exerceu o magistério superior, desde 1987 até 2006, quando se aposentou e viajou para o Rio de Janeiro e para São Paulo,onde permaneceu por dez anos. Doutora em Língua e Literatura Francesas pela Universidade de Nancy, França. Mestre em Comunicação e Letras pela Universidade Presbiteriana Mackenzie/SP. Apresentadora do programa literário “Prosa e Verso” pela TV UCDB (2000-2006) e hoje do “Café Flores e Livros”, pela TV Conceito. Pertence à Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, à Academia Cristã de Letras de São Paulo e ao PEN CLUBE DO BRASIL. É palestrante, dá cursos de Pós-Graduação e oficinas literárias. Escreveu vários livros, entre eles, ABADIA (poemas, Imago, 1996) e CASA DE TECLA (poemas, Escrituras, 1999), finalistas do Prêmio Jabuti de Poesia, da CBL. Os mais recentes são o livro de ensaios LITERATURA E DROGAS-E OUTROS ENSAIOS (Rio de Janeiro: Nova Razão Cultural, 2007), o de crônicas, CAMINHOS DE BICICLETA (São Paulo: Miró, 2010), o de poemas, SANGUE PORTUGUÊS: raízes, formação e lusofonia (São Paulo: Arte&Ciência, 2012) e o de ensaios, QUARTO DE ARTISTA (Rio de Janeiro: Ibis Libris, 2013). Reuniu seus poemas mais significativos no livro Jardim fechado: uma antologia poética (Porto Alegre: Vidráguas, 2015). No gênero infantil, escreveu GUTO E OS BICHINHOS 1 e 2 (Campo Grande/MS: Alvorada, 2012) e DORA, A MENINA ESCRITORA (Campo Grande/MS: Alvorada, 2014).

"O avião estava ali o tempo todo: matéria compacta, mas não passava de um imenso vazio atômico não captado pelo meu pensamento e pela minha vontade. O avião era “maya”, como diriam os budistas, ilusão não projetada em meu restrito campo de visão. O avião era essência pura, fruto de uma forma, a princípio abstrata, alto reflexo de um sonho transfigurado em realidade, como imaginou Platão em sua “Teoria das Ideias”. Talvez eu estivesse de costas para a entrada da mítica caverna, presa na escuridão e, agora, subitamente, à luz da verdade, brilhou, dourado, o avião."
(Da crônica "O avião invisível", pág. 17)

ISBN 978-85-78523-281-8
260 p.
14x21cm
brochura